Questionamentos a respeito do afeto, sobretudo na comunidade LGBTQIA+, inspiraram a criação de um espetáculo teatral que estreia dia 18 de junho e segue em cartaz até dia 27 no Teatro Barracão, em Maringá. Affectus é um solo de Vanderlei Junior, que está em cena e também assina a iluminação, dramaturgia e produção. Com ele, o músico e compositor Eduardo Carvalho, responsável por acrescentar sonoridades por meio de uma estrutura de espacialização do som e músicas autorais. A peça foi produzida por meio do Prêmio Aniceto Matti e pode ser assistida gratuitamente.

O principal objetivo é levar pra cena uma outra perspectiva das relações homoafetivas, que se afasta de uma visão estereotipada e vazia sobre a comunidade LGBTQIA+ e suas relações afetivas. De forma intimista e interativa, o espetáculo passeia por temas como o primeiro amor, as relações líquidas, o desejo, a expectativa, a frustração e as despedidas.

Renato Domingos

“A temática surge a partir das minhas próprias reflexões sobre as minhas experiências. Quem é o sujeito do afeto? Essa pergunta reverberou muito no processo. A peça surge desse anseio de perceber que essas questões que inicialmente eram minhas, não são só minhas. Atravessam todo mundo, são questões em comum sobre assuntos que a gente não fala”, explica Vanderlei.

Ele convidou artistas locais e de outras cidades para colaborarem com a escrita de uma dramaturgia autoral. A estes profissionais deu o nome de “provocadores”, abrindo mão de ter a figura de um diretor ou diretora. São eles: o ator e diretor maringaense Victor Lovato; a atriz e professora Thais Putti, de Florianópolis/SC; a atriz e produtora Edilene Rodrigues, de Primavera do Leste/MT e a atriz e professora Laís Jacques Marques, de Gravataí/RS. Todos conduziram oficinas e laboratórios que estimulassem o artista a produzir material para a dramaturgia de “Affectus”. Além disso, histórias e relatos de pessoas homoafetivas foram coletados por meio de uma pesquisa. Todo esse material deu vida à novas narrativas: as cenas do espetáculo.

Renato Domingos

Comportando 50 pessoas por apresentação, os espectadores são convidados a interagir com o ator em cena e aproveitar o contexto da peça, que se trata de uma festa, tipo balada. O personagem Eros – um ator medíocre e cantor meia boca – recebe o público para o show “A festa da suficiência” e aos poucos, entre uma música e outra, conta histórias de afeto ordinárias. A classificação indicativa é de 10 anos.

Serviço: 

Espetáculo “Affectus”, de Vanderlei Junior
Apresentações dias 18, 19, 20, 25*, 26*, 27 de junho 
*Com interpretação em LIBRAS
Local: Teatro Barracão
Horário: 20h
Entrada gratuita
Espetáculo com capacidade reduzida (50 pessoas). 
Classificação Indicativa: 10 anos

Ficha técnica: 

Atuação, iluminação, dramaturgia e produção: Vanderlei Junior
Provocadores: Edilene Rodrigues, Laís Jacques, Thais Putti e Victor Lovato
Composição, direção e operação musical: Eduardo Carvalho
Cenografia, figurino e assistência de produção: Camila Mocki
Operação de luz: Thamires Saboia e Victor Lovato
Arte: Lucas Benatti
Design gráfico: Jacqueline Amadio
Fotografia: Renato Domingos
Vídeo: Felipe Halison / IDX Pro
Assessoria de imprensa: Rachel Coelho / 2 Coelhos Comunicação e Cultura
Realização: Candelabro Produção Cênica

Produzido com verba de Incentivo à Cultura 
Lei Municipal de Maringá n.º 11200/2020 
Prêmio Aniceto Matti 

COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

POCKET

Peça teatral resgata memórias de infância e busca valorizar a arte Drag

Sessões acontecem nos dias 2, 3, 9, 10, 30 e 31 de julho, sempre às 20h
POCKET

Mostra cultural põe corpo gordo em evidência para discutir preconceito e exclusão

Projeto acontece entre 1º e 23 de julho com diversas ações. Confira a programação completa!
POCKET

Atenção! o FIMA, Festival de Ilustração está chegando. Confira a programação!

Festival terá atividades presenciais e online
POCKET

Conheça “Affectus”, novo espetáculo solo de Vanderlei Junior

Espetáculo estreia dia 18 e segue em cartaz até dia 27 no Teatro Barracão, em Maringá.