No dia 17 de dezembro tem início em Maringá a exposição Reminiscência, que integra o projeto “Sentidos”, proposto por Carla Guizelini e contemplado pelo Prêmio Aniceto Matti, da Secretaria Municipal de Cultura. 

Após intensa pesquisa, três artistas criaram obras de arte sinestésicas, ou seja, que propõem ao visitante a percepção por meio de diferentes sentidos, englobando artes visuais, plásticas e sonoras em uma única exposição sensorial. São obras para ver, ouvir, tocar e interagir, elaboradas por Carla Guizelini (baixos e altos relevos), Marcela Caro (esculturas) e Vanderlei Junior (áudios).

Além de ver as formas, tons e cores das obras, através do toque o público vai poder sentir volume, textura e temperatura e com fones de ouvido escutar a interpretação sonora da obra que estiver apreciando. Há a sugestão de imergir na experiência de olhos fechados. Um dos objetivos é promover acessibilidade ao público cego, oportunizando a vivência completa de uma exposição.

“Desde quando comecei a frequentar museus, galerias e centros culturais, ao ver obras, pinturas, esculturas, ficava com vontade de ver com as mãos, sentir a textura da tinta, do mármore, enfim. Trabalhando na montagem da peça ‘De tudo quanto é gente’ com a cia Forféu, que foi totalmente acessível, tivemos a ideia de produzir obras plásticas com relevos, feitas para serem tocadas, possibilitando à pessoa com deficiência visual ou cego a sentir a obra original”, comenta Guizelini.

Segundo ela, a temática explora a relação entre o interior e exterior, lar e mundo, corpo e natureza, pensamento e silêncio, passado e presente. “Há a busca de conexão com algo que nos faça sentir”, diz. Para a elaboração das obras a equipe elaborou um formulário de pesquisa que ficou disponível na internet, buscando investigar as memórias e sensações marcantes e inesquecíveis das pessoas.

A exposição fica em cartaz até o dia 10 de janeiro no Museu Hélenton Borba Cortes, localizado no Teatro Calil Haddad. A entrada é gratuita.

Exposição Reminiscências 

Data: de 17 de dezembro de 2019 a 10 de janeiro de 2020
Local: Museu Hélenton Borba Cortes
Teatro Calil Haddad (Av. Dr. Luiz Teixeira Mendes, Zona 5)
Horário de visitação:
Segunda a sexta-feira: 8h às 21h
Finais de semana e feriados:
 8h às 20h

Entrada gratuita 

COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

POCKET

Mistério Rap: ao vivo do Indexsonnora faz estreia nacional no canal Music Box Brazil

Gravado em Maringá pela Circular Cultural, o DVD Mistério Rap foi licenciado para exibição em rede nacional nos próximos três anos
POCKET diego salvetti

Um passeio pelo mundo com Diego Salvetti

Músico italiano radicado no Paraná faz show de lançamento do DVD pelo projeto Convite à Música, no dia 27 de fevereiro
POCKET

Em defesa dos editais de Cultura de Maringá

Prêmio Aniceto Matti, Convites às artes e outros editais fortalecem a credibilidade da classe artística e democratizam oportunidades.
POCKET

Exposição sensorial abre dia 17 em Maringá

Com obras para ver, ouvir, tocar e interagir, exposição "Reminiscências" fica em cartaz até 10 de janeiro no Museu Hélenton Borba ...