O espetáculo de dança contemporânea “Fôlego” estreia no próximo dia 14, no Teatro Reviver, as 20h30. A entrada é gratuita e a classificação é de 16 anos. A obra investiga a respiração, ato aparentemente simples e banal, mas que é o fio condutor da vida, primeiro e último ato constituinte do ser humano.

Durante 50 minutos o elenco formado por André Miranda, Barbara Bittencourt, Leonardo Fabiano e Ludmila Castanheira explora como a respiração – ou a falta dela – pode mover o corpo. O limite dos corpos, diferentes entre si, é o que cria a poética regente do trabalho.

 

+ Circular Pocket: Com oficinas e espetáculos gratuitos ProjetcT.ato fomenta a dança independente na cidade

A respiração conduz a dança

A ideia de um espetáculo que tivesse como base criativa a respiração e suas manifestações no corpo, vem desde o processo de finalização do espetáculo ‘Trauma’, primeiro trabalho da CED – Cia Experimental de Dança. O diretor e coreógrafo André Miranda queria estudar como a respiração, diariamente, pode reverberar no corpo de quem dança, ou até mesmo como a falta e/ou a presença de obstáculos respiratórios pode dialogar e se tornar dança.

“Todo o processo foi feito através de laboratórios e pesquisas em cima de respiração. São exercícios feitos com o elenco complicando o fato de respirar, buscando ora a respiração só oral, ora só nasal ou por apneia, entre outras formas da pluralidades de se respirar”, explica Miranda.

Assim constituiu-se o trabalho: por meio da acentuação e da privação da respiração. Há por exemplo uma esteira que funciona durante todo o espetáculo e a cada momento é utilizada por uma pessoa diferente do elenco. O elenco buscou preparação física complementar durante o processo de criação da montagem.

“Para o público, preparamos um lugar especial: o de espectador não passivo. Muito pelo contrário, o público pode ir preparado para muitos momentos de interação e composições conjuntas”, comenta o ator e produtor Leonardo Fabiano, que também é o proponente do projeto, um dos contemplados pelo Prêmio Aniceto Matti 2018.

Espetáculo “Fôlego”

Datas: 14, 15, 20, 21, 27 e 28 de junho
Local: T
eatro Reviver
Horário: 20h30

Entrada gratuita.

Duração: 50 min
Classificação: 16 anos

Ficha Técnica

Direção e Coreografias: André Miranda
Elenco: André Miranda, Bárbara Bittencourt, Leonardo Fabiano e Ludmila Castanheira
Figurinos (concepção): Ludmila Castanheira
Figurinos (confecção): Sherida Machado
Iluminação: Candelabro Produção Cênica
Trilha original: Nicholas Emmanuel
Cenário (concepção): André Miranda e Leonardo Fabiano
Cenário (confecção): Estela Moreira
Produção: Leonardo Fabiano
Arte Gráfica: Sidnei Puziol
Assessoria de Imprensa: 2 Coelhos Comunicação e Cultura
Fotografia e Vídeo: Circular Cultural

Projeto contemplado pelo Prêmio Aniceto Matti. O “Prêmio Aniceto Matti de Incentivo à Cultura” é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Maringá, por meio da Secretaria Municipal de Cultura.

COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

POCKET

Cia Duo Due realiza oficina e espetáculo no ProjecT.aTo

A oficina está com as inscrições abertas e vai abordar técnicas de consciência corporal e de improviso em dança e teatro
POCKET

Fôlego: espetáculo de dança contemporânea investiga o ato da respiração

Estreia está marcada para o dia 14 de junho no Teatro Reviver
POCKET

Pioneira do burlesco brasileiro se apresenta pela primeira vez em Maringá

Cabaré Notívagas é gratuito e acontece nesta sexta-feira (7), no Teatro Reviver
POCKET

ProjecT.aTo abre inscrições para oficina de “Dança intuitiva para mulheres”

A artista baiana, Inaê Moreira, ministra a oficina no dia 1º de junho