Entre 1º e 23 de julho acontece em Maringá a primeira edição do projeto Me chama de GORDA. Trata-se de uma mostra cultural que, por meio de uma programação artística e cultural, busca trazer à tona a reflexão e o debate sobre temas como gordofobia, exclusão social, estigmatização, acessibilidade, empoderamento, feminismo e ativismo gordo.

Jéssica Balbino

Para tanto, conta com a participação de mulheres artistas e pesquisadoras que pensam, pesquisam e refletem estes temas em seus trabalhos. São elas: Aline Luppi Grossi (Maringá); Jessica Balbino (Poços de Caldas / MG); Malu Jimenez (Cuiabá/MT) e, para encerrar o projeto, o show da multiartista trans paulistana Jup do Bairro, ganhadora dos prêmios Multishow e APCA na categoria de Revelação do Ano em 2020.

Malu Jimenez

Com duração aproximada de 20 dias intensos, o projeto oferece gratuitamente à comunidade diversas ações. São elas: uma oficina ao público em geral e uma atividade direcionada para estudantes adolescentes do Colégio Estadual Tânia Varella, ambas coordenadas conjuntamente por Jessica Balbino e Malu Jimenez; uma mostra de trabalhos da artista local Aline Luppi, que juntas formam a ação intitulada “Entre quatro paredes”, reunindo pela primeira vez na mesma sala as performances/instalações “Soul dessas/Beija eu”, “Saindo do Forno”, “O que você anda engolindo?” e “[HIPO]Campo”; além de debate e o show de encerramento.

“Esse projeto é a reunião de oito anos de pesquisas e de vida, não só da minha, mas das vidas que se perderam e ficaram pelo caminho, das vidas que lutam a todo instante por um pouco de ar sem desistir. Poder realizar esse projeto é uma prova de que finalmente as pessoas estão compreendendo o que eu faço e a importância de se juntar à busca pelo reconhecimento das nossas existências, permitindo que pouco a pouco esse diálogo chegue cada vez mais a vida cotidiana”, comenta Aline. O projeto é viabilizado por meio do Prêmio Aniceto Matti, edital da Secretaria de Cultura.

O objetivo é colocar o corpo gordo em evidência, promovendo discussões e reflexões coletivas e enaltecendo o trabalho de mulheres gordas de vários segmentos artísticos e cantos do país, dando voz a elas na luta antigordofobia.

O nome do projeto vem da proposta de desviar a palavra “gorda” de seu uso comumente pejorativo e reivindicar o uso da palavra para definir apenas aquilo que ela representa: um tipo de corpo, sem a conotação positiva ou negativa, sem ser utilizada como uma ofensa ou xingamento.

O projeto foi idealizado em conjunto pela performer Aline Luppi e a produtora cultural Rachel Coelho, da 2 Coelhos Comunicação e Cultura, que assina a coordenação de produção. Uma atividade inaugural aconteceu na manhã de sábado, dia 25/06, na Praça Raposo Tavares com a ação “Trocando olhares”, também de Aline. Mais informações estarão disponíveis no instagram do projeto no @mechamade.gorda

Jup do Bairro

FICHA TÉCNICA

Performer e Produção: Aline Luppi Grossi
Coordenadora de Produção e Assessoria de Imprensa: Rachel Coelho / 2 Coelhos Comunicação e Cultura
Convidadas: Malu Jimenez, Jéssica Balbino e Jup do Bairro
Identidade visual e Registro em vídeo: Felipe Halison / IDX Pro
Registro fotográfico: Renato Domingos
Montagem e Cenografia: Victor Lovato

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

De 01º a 23/07/2022 – “Entre quatro paredes” com Aline Luppi Grossi
Local: Sala de exposições do Teatro Calil Haddad, sempre às 20h
Classificação indicativa: 16 anos

Datas das ações performativas:
Dia 01º/07 – Soul dessas/Beija eu
Dia 04/07 – O que você anda engolindo?
Dia 06/07 – [HIPO]Campo
Dia 09/07 – Saindo do Forno (com debate após a ação)

Dia 07/07 – Palestra “Gordofobia na adolescência”, com Malu Jimenez e Jéssica Balbino.
Para estudantes do Colégio Estadual Tânia Varella Ferreira

Dia 08/07 – Oficina Lute como uma gorda com Malu Jimenez e Jéssica Balbino
Das 18h às 21h no CAC – Centro de Ação Cultural
Inscrições:
https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSckKSP6LE6oPH_zoL11cNbbFvVdwTv5pFaivWdj80RqwBlvLQ/viewform

Dia 23/07 – Show Jup do Bairro às 20h no Teatro Barracão

Produzido com verba de Incentivo à Cultura. Lei Municipal de Maringá n.º 11200/2020 – Prêmio Aniceto Matti

COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

POCKET

Peça teatral resgata memórias de infância e busca valorizar a arte Drag

Sessões acontecem nos dias 2, 3, 9, 10, 30 e 31 de julho, sempre às 20h
POCKET

Mostra cultural põe corpo gordo em evidência para discutir preconceito e exclusão

Projeto acontece entre 1º e 23 de julho com diversas ações. Confira a programação completa!
POCKET

Atenção! o FIMA, Festival de Ilustração está chegando. Confira a programação!

Festival terá atividades presenciais e online
POCKET

Conheça “Affectus”, novo espetáculo solo de Vanderlei Junior

Espetáculo estreia dia 18 e segue em cartaz até dia 27 no Teatro Barracão, em Maringá.