A temporada de estreia da peça teatral “Ficções do Interlúdio”, que  acontece de 26 a 30 de abril no Teatro Reviver, terá duas sessões diárias: a primeira com início às 19h30, e a segunda às 21h30, sempre com entrada gratuita. Os ingressos poderão ser retirados uma hora de antes de cada sessão, na bilheteria do teatro.

A peça, que tem dramaturgia e atuação de Lucas Fiorindo, é dirigida por Tânia Farias (Ói Nois Aqui Traveiz, Porto Alegre-RS) e foi inspirada na obra homônima de Fernando Pessoa.

No livro “Ficções do Interlúdio”, o poeta apresenta seus principais autores fictícios. O espetáculo transpõe a figura do poeta e o esquema geral da sua criação de heterônimos projetando-os num episódio vivido por um ator que, ao investigar a origem da sua vocação, acaba por encontrar um mestre da arte e da vida.

Foto: Fábio Mascarin
Foto: Fábio Mascarin

Parte do processo de pesquisa para criação da peça teatral foi documentado no blog e página do projeto.

Viabilizado com recursos do Prêmio Aniceto Matti, da Semuc (Secretaria de Cultura de Maringá), o espetáculo integra as ações do projeto cultural “Do alto do outeiro, Caeiro vê dois mundos” que promoveu, de outubro à dezembro de 2018, inúmeras atividades formativas e culturais abertas à comunidade, como oficinas de teatro, canto, caracterização cênica e um ciclo de cinema.

Ficções do Interlúdio – Temporada de estreia

Datas: 26, 27, 28, 29 e 30 de abril de 2019
Horários: 1ª sessão às 19h30 / 2ª sessão às 21h30
Local: Teatro Reviver (Praça Todos os Santos, Zona 2)

Classificação indicativa: 16 anos
Duração da peça: 80 minutos
Entrada: gratuita.
Sujeita à lotação do espaço. Os ingressos podem ser retirados uma hora de antes de cada sessão, na bilheteria do teatro.

Sinopse:

Depois de um fracasso ao tentar encenar “O Fausto” de Goethe, Fernando se põe a questionar o sentido profundo de seu teatro. Nessa busca, ele passa a revisar a sua tendência vocacional para criar personalidades fictícias e, nesta tarefa, evoca três queridos e antigos ‘conhecidos inexistentes’. Nesta aura de nostalgia e fingimento, acaba por conhecer um mestre na arte e na vida.

Ficha técnica

Direção, Figurino, Máscara e Bonecos: Tânia Farias
Textos: Fernando Pessoa, Johann Wolfgang von Goethe, São Francisco de Assis e Níkos Kazantzákis
Dramaturgia e atuação: Lucas Fiorindo
Cenário: Tânia Farias e Lucas Fiorindo
Trilha sonora e musicalização: Marcel Matiazi
Maquiagem: Rebeca Menegazzo Matiazi
Assessoria de Imprensa/Mídias digitais: Cobogó Comunicação
Materiais visuais e gráficos: Lucas Fiorindo e Tânia Farias
Fotografia e vídeo: Fábio Mascarin

COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

POCKET

‘Expresso da meia noite’: espetáculo leva público de ônibus para local desconhecido

Nova montagem da Cia Tipos & Caras estreia nesta sexta-feira (13), e promove reflexão sobre a morte e a brevidade da vida
POCKET

Tradicional festa Kitutê de Batuta acontece neste sábado em Maringá

O projeto Kitutê de Batuta, festa tradicional de cultura afro-brasileira realizada pela Associação Cultural Capoeira Mandinga-ê ...
POCKET

Maringaense lança segundo livro com peças teatrais musicais

“Para cantar o teatro” traz textos teatrais de “Airumã” e “As 4 estações" e será lançado no dia 18 de agosto, na Fundação Luzamor Maringá.
POCKET

4ª edição da Só em Cena conta com ajuda do público para acontecer

Projeto abriu campanha de financiamento coletivo para viabilizar a próxima edição, prevista para outubro.