Radicada no Paraná há 17 anos, a escritora Thays Pretti lança o livro “A mulher que ri” (editora Patuá, 98 págs.) em Maringá. O evento ocorre no dia 04 de outubro, às 19h30, na Biblioteca Municipal Bento Munhoz da Rocha. A entrada é gratuita.

Foto: Alessandra Hara

No dia, estão programados bate-papo e sessão de autógrafos. Publicado neste mês, “A mulher que ri” reúne 18 contos. As personagens femininas estão presentes na maior parte da obra. 

Esse é o segundo evento de divulgação do “A mulher que ri”. O primeiro ocorreu em São Paulo (SP), no dia 21 de setembro, na Patuscada, o bar da editora da Patuá. Entretanto, para a autora, o lançamento em Maringá é o mais importante.

“Aqui, me construí como escritora: desde as publicações em blogs até as crônicas no jornal O Diário do Norte do Paraná. Lançar o livro nesta cidade é algo afetivo para mim”, afirmou Thays. 

“A mulher que ri” é o terceiro livro da escritora nascida em São Paulo (SP). Os dois primeiros são o romance “Do Silêncio”, lançado em 2009, e o volume de crônicas “Efêmeras”, de 2017. 

Sobre o mais novo livro, o escritor e crítico literário Luigi Ricciardi afirmou que “Thays Pretti é a mulher que ri, uma mulher que representa como uma voz que ecoa no deserto abrindo caminhos. Sem endeusamentos, mas a literatura precisa de profetas que mostram a realidade, por meio da ficção, para que ela se transfigure”.

O livro

Antes de o livro nascer, a autora pensou primeiro no título “A mulher que ri”. Aos poucos, ela desenvolveu as narrativas curtas. Contos de amor, de solidão, de vida estão presentes no volume. 

“A mulher que ri traz notícias, promessas, fantasia e a gente em transformação: pandoras, baunilhas, aquarelas vivificando tinos. Thays Pretti aqui movimenta luas. Imanta soberanas atitudes.Escancara e convida à fresta”, relatou a escritora Luci Collin, na orelha da obra. 

Trecho do conto “Menina”

Mas ela teve um enjoo e, então, atrasos. Descobriu que seria mãe. E fizeram questão de que descobrisse também que tudo o mais em sua vida seria modulado por esse fato: seus passeios, suas escolhas, sua alimentação. Os relacionamentos. As roupas. Tudo seria visto e revisto, analisado e julgado a partir de sua nova identidade:

Mãe.
Como se não fosse mulher.
Como se não pintasse vaidade.
Como se não fervesse desejo.
Como se não prostrasse cansaço.

Lançamento de “A mulher que ri”, de Thays Pretti

Data: 4 de outubro de 2019
Horário: 19h30
Local: Biblioteca Municipal Bento Munhoz da Rocha – Av. Horácio Racanello Filho, 6090

Entrada gratuita
Preço do livro: R$ 38

COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

POCKET

Valter e Cambojam lança EP com participações especiais

O EP é o primeiro da banda, e tem participação de Stolen Byrds e DJ PG
POCKET

Livro sobre as experiências enfrentadas por imigrantes é lançado em Maringá

"O Sol de um Novo Jeito”, do jornalista Victor Duarte Faria, vai ser lançado no sábado (7) pela editora Trema, em Maringá
POCKET slam pé vermelho

Campeonato de slam Pé Vermelho chega a nona edição

O concurso de poesia falada acontece no dia 16 de fevereiro, na Praça da Prefeitura de Maringá
POCKET

Gratuito: Escritor curitibano celebra o dia dos finados com leitura de textos de Fernanda Young

Leitura dramática “Fernanda Young é um cadáver que me sorri” será realizada no Café Mafalda pelo escritor curitibano Rômulo Zanotto