Foto: Silvinha Maciel

Ao mesmo tempo em que nos deparamos com inúmeras situações de maus tratos e abandono de animais, tem quem faça a diferença. E como só o amor por eles não bastava, a maringaense Alessandra Rossi foi além. Há cinco anos ela criou o Vira Foto, projeto que arrecada fundos e doa para grupos de proteção animal.

“No começo, vendíamos apenas quadros com animais fotografados no abrigo da ONG Dignidade Animal. Depois, expandimos a gama de produtos diante do interesse das pessoas pelo projeto”, conta Alessandra, que trabalha com comunicação e marketing.

Hoje, o projeto conta de forma permanente com ela e o designer e tatuador André Cimoins, de Curitiba (PR).  Junto com parceiros colaborativos, eles vendem produtos ligados à arte, decoração, design e moda – sempre com o tema pet e valorizando os produtores locais. “Só trabalhamos com fornecedores que tenham boas práticas de trabalho. Nossas camisetas, por exemplo, são costuradas por uma pequena empresa local que faz tudo de forma artesanal, passando longe do ritmo made in China”, explica Alessandra.

Com a venda dos produtos oferecidos, o projeto já arrecadou R$27 mil em rações para a ONG Dignidade Animal, que conta apenas com protetoras independentes, que resgatam e reabilitam esses animais até encontrarem uma adoção responsável.

“É a alternativa que encontramos para arrecadar fundos em prol de bichinhos abandonados nas ruas ou submetidos a maus tratos. Este é o trabalho que mais me traz realizações pois têm um propósito verdadeiro e um senso de utilidade no mundo”, comemora Alessandra.

Vira-lata é tendência!

Os produtos custam a partir de R$49,90 e a entrega é feita para todo o Brasil. Além de colaborar para a resistência da ONG, o Vira Foto também incentiva a adoção e a cultura do mantenedorismo, para que entidades e grupos continuem a auxiliar o desenvolvimento socioambiental, enquanto políticas públicas não atendem todas as demandas necessárias. “Também buscamos o apoio de empresas privadas, peças fundamentais na gestão inovadora do projeto. Dessa forma, chegaremos a mais pessoas e teremos mais alcance e renda, o que beneficia ainda mais os grupos de proteção animal”, conclui.

+ Circular TV: Protetoras independentes pela causa animal

Atualmente, a Dignidade Animal conta com cerca de 60 cães no abrigo temporário, mas já chegou a resgatar 300 animais. Para adoção, doação ou ainda ser voluntário no mutirão de limpeza que acontece aos sábados, entre em contato no Facebook e o Instagram da ONG.

 

COMENTÁRIOS

LEIA TAMBÉM

POCKET

Filme produzido em Maringá estreia em novembro

O longa-metragem “Lu” promove debate sobre o apoio ao próximo.
POCKET

Mostra de teatro “Só em Cena” atinge meta e acontece este mês em Maringá

Entre os dias 12 e 21 de outubro, a quarta edição do projeto conta com 11 espetáculos, quatro oficinas e duas ações.
POCKET

Vira Foto: projeto voluntário já arrecadou R$27 mil em rações para ONG de Maringá

Produtos ligados à arte, decoração, design e moda são vendidos em prol dos animais resgatados pela ONG Dignidade Animal
POCKET

Cambaia divulga “Como ganhar o primeiro milhão”, terceiro EP da banda

Show de lançamento acontece amanhã (21), na Coletiva Mostra Cultural em Maringá.